Eric Clapton: 50 anos de palco

2013 marca os 50 anos de carreira de Eric Clapton

LONDRES – “Further On Up The Road” é o tema da turnê (e nome do novo single) de Eric Clapton, que em 2013 comemora 50 anos de carreira. Para não passar em branco – longe disso – o mestre das guitarras organizou mega shows pelos Estados Unidos e pela Europa, em especial pelo Reino Unido, contemplando cidades (como Birmingham e Manchester) que não raramente são deixadas de lado.

Tive a honra de assistir a um dos shows que Clapton fez aqui em Londres no Royal Albert Hall, e fiquei encantada com o profissionalismo e carisma quase tímido do mestre das guitarras. Depois do show de abertura de Gary Clark Jr (vale a pena dar uma pesquisada no moço, que tem um repertório de peso e uma “pinta” de Jimmy Hendrix), Clapton subiu no palco pontualmente às 21h com a casualidade de quem estava passando pela área e resolveu parar para uma visitinha.

As roupas concordavam com a atitude casual; vestido com uma camisa polo azul marinho, jeans e tênis esporte, Clapton mais parecia ir para um almoço de domingo com a família do que fazer um show de mais de duas horas. Com um sorriso no rosto e depois de uma rápida saudação à plateia, o mestre começou seu repertório, que, como em uma homenagem a si próprio, sublinhou cada momento de sua carreira.

Hits como “I Shot the Sheriff”,“Layla” (a versão acústica, para delírio do fãs mais jovens), “Cocaine”, “My Father’s Eyes” e “Tears in Heaven” (cantada em versão reggae, estilo que ele revisita em seu novo trabalho) foram espalhados cuidadosamente pelo show. Do álbum novo, “Old Sock”, Clapton só tocou a música que leva o nome da turnê.

Clapton fez questão de dividir os vocais em algumas ocasiões com Paul Carrack, responsável pelas letras de vários sucessos do músico, o que deu uma “cor” ao espetáculo. A banda, impecável, teve seus momentos de glória quando o mestre deu espaço para solos individuais mais para o final do show.

A performance não teve efeitos especiais, brincadeiras ou conversinhas entre o artista e a plateia; Clapton deixou claro que foi ao Royal Albert Hall para mostrar o que sabia fazer de melhor: música de excelente qualidade. E foi isso que ele fez em todos os minutos em que esteve em cima do palco.

Um pouquinho de história

Clapton tem muito para comemorar; nesses 50 anos ele fez história em diferentes ramos da música, em especial o rock e o blues. Para quem não lembra (ou não tem idade suficiente para ter vivenciado), Clapton começou sua trajetória ainda em 1962, quando tinha apenas 17 anos, nas bandas The Roosters e Casey Jones & The Engineers. No entanto, foi no ano seguinte, quando se juntou aos Yardbirds, que sua carreira realmente deslanchou.

Image

No começo da carreira solo, no início dos anos 1970

Alguns anos depois, passando por bandas importantes como Bluesbreakers e Cream, Clapton finalmente deu seus primeiros passos em direção à carreira solo. Isso foi em 1969, depois de ele ter colecionado experiências e em blues e rock.

A partir de então, Clapton aperfeiçoou sua técnica com a guitarra e mostrou que sabe cantar e compor. Além de se consolidar no rock gravando o hit “Cocaine” e “Sunshine of Your Love”, no blues com “Tears in Heaven” e gravando “While My Guitar Gently Weeps”, do ex-Beatle George Harrison, ele ainda se aventurou no folk  e no reggae, onde se consagrou ao gravar “I Shot the Sheriff”, de Bob Marley.

Further On

“Old Sock”, mais novo álbum de Eric Clapton, é um trabalho bem leve e despretensioso, com pinceladas de folk, country e reggae.

“Further On Up The Road”, como dito acima, foi escolhida como o primeiro (e talvez único) single de trabalho. Com uma mistura alegre de folk e reggae, o título da música é uma metáfora à trajetória e a retomada de fazer grandes shows.

Se na música Clapton encara a estrada como a certeza de que reviravoltas acontecerão no amor e na vida, talvez signifique que ainda podemos esperar boas surpresas e excelentes performances do mestre das guitarras por um bom tempo.

“You gotta reap just what you sow; that old saying is true.
Just like you mistreat someone, someone’s gonna mistreat you

(…)

Further on up the road, baby, just you wait and see.”

Capa de Old Sock, novo album de Eric Clapton

Capa de Old Sock, novo album de Eric Clapton

Anúncios

3 Respostas para “Eric Clapton: 50 anos de palco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s