Eles estão na moda: o adorável encontro de bulldogues!

RIO DE JANEIRO – Eles são pequenos, têm pernas curtas e cara de mau. Também são chamados de marrentos ou de simplesmente blasés. Mas basta um carinho para começarem a sacudir todo aquele corpinho compacto e derreterem até os mais frios corações. Como não amar um bulldog francês? Considerada a “raça da moda” atualmente, esses adoráveis cães ganham cada vez mais admiradores. Tanto que aconteceu no último sábado (13), no Parcão da Lagoa Rodrigo de Freitas, Zona Sul do Rio, o IV Encontro de Bulldog Francês. E, como qualquer amante de cachorros – e bulldogues! -, esta que vos fala resolveu conferir o evento. A sensação foi de estar num paraíso canino.

Inicialmente, até pensei em pegar o Greg do meu vizinho “emprestado” para ter uma desculpa cabível para comparecer a um encontro de bulldog francês sem um exemplar da raça, uma vez que infelizmente ainda não possuo o meu. Mas achei melhor evitar problemas com a vizinhança, e, como qualquer jornalista, fui de penetra mesmo. A primeira coisa que pensei ao me ver rodeada por eles foi: “alguém me segura! Quero TODOS!”. Passado o momento de êxtase, e exercendo todo o meu autocontrole para não chegar em casa com outro cachorro (já tenho dois), comecei a apreciar a vista. De tamanhos variados, malhados, brancos, pretinhos, cor de caramelo… Tinha para todos os gostos. E sempre acompanhados de seus “pais” orgulhosos e babões. Porque aqueles bulldogues não são simplesmente bichos de estimação. São filhos. E dos mais mimados.

Image

A começar por Isla e Otto, de 11 meses e três anos, respectivamente. A animada duplinha chegou com seu dono, o servidor público Jeferson Carleo, organizador do evento. Apaixonado pela raça, Carleo incomodava-se com o fato de não encontrar tantos bulldogues pelas ruas. Até que, após visitar algumas exposições de cães, decidiu reunir aqueles que também compartilhassem de sua paixão. O primeiro encontro foi realizado em setembro de 2012.

“É sempre bom trocar experiência com outros donos. Sempre gostei de ir a exposições de outros cachorros e tive a ideia de fazer o mesmo por conta própria. Fiz mil convites, depois dois mil e comecei a distribuir igual a um louco por aí”, lembrou.

Image

A fofa Isla

A primeira edição reuniu 120 cachorros, resultando em outros três bem-sucedidos encontros. Porém, apesar do excesso de fofura, não é fácil para Jeferson organizar o evento. A falta de parceiros é um dos principais obstáculos para o dono de Isla e Otto. Mas nada que desanime esse pai orgulhoso de mostrar seus filhos para outros amantes de cães e permitir que eles façam o mesmo.

“É difícil levar isso adiante (sem ajuda), porque faço tudo do meu próprio bolso, mas é assim. Eu gosto e faço, e aí vamos ver no que vai dar. O próximo encontro deve ser, mais ou menos, em julho, porque o clima é melhor para eles. Não é tão quente. Eu sou apaixonado por eles. Vale muito a pena. Tive o meu primeiro bulldog em 2003. O especial dessa raça é que eles são muito fiéis e sensíveis. Parecem seres humanos. Acho-os muito exóticos. O feio deles é bonito. A ideia do encontro é justamente reunir os amantes dessa raça”.

Image

Se depender do casal Denise e Jubal Camacho, “pais” da tímida Nina, de 1 ano e seis meses, e da médica Cristiane Cavalca, “mãe” do brincalhão Capone, de apenas 11 meses, Carleo não vai ter problema para buscar ajuda e promover essa divertida festa canina.

Image

Nina ganhando carinho

“É a primeira vez que participamos, mas sempre tivemos vontade. Eu sou apaixonada por bulldog desde pequena. Ao contrário dos que falam que eles têm cara de morcego, que são feios, eu acho as coisas mais lindas do mundo. A Nina é a minha filha, eu respiro ela. A gente dá todo esse carinho, mas a recíproca deles (dos cachorros) também é muito legal. E ela é tão inteligente! Não é porque é minha filha, não”, brincou Denise. Cristiane também se junta ao coro dos defensores da raça, compartilhando as qualidades de seu Capone: “Eles têm essa cara de mau, mas não é nada disso. São extremamente carinhosos.  Acho que é por isso que todos se apaixonam. Ele é o nosso filho, dorme na cama com a gente. A palavra para a raça é companheirismo”.

Image

Cristiane e seu Capone

Portanto, adoradores de bulldogues, uni-vos! Quem quiser ficar por dentro dos próximos encontros, compartilhar fotos e experiências com o seu cachorro e ajudar pode entrar em contato pelo Facebook – https://www.facebook.com/DALLANORAOTTODUKE – ou por e-mail: ottodukedallanora@gmail.com.

Anúncios

7 Respostas para “Eles estão na moda: o adorável encontro de bulldogues!

  1. Não resistimos , eu e a maezinha , vovó apaixonada pela Nina, lemos o artigo, ficou perfeito e fiel a entrevista.
    Parabéns Juliana. Vc captou direitinho o sentimento desses país “babões “

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s